13/08/2010

Diva - Jose de Alencar


Livro: Diva
Escrito por José de Alencar
Ano de origem: 1864
Li com vontade 75 páginas
Editado pela editora Ática

A narrativa começa quando Augusto, ainda um jovem médico, salva a vida de Emília (Mila), quando esta era ainda uma feia pré-adolescente.
Filha de um rico capitalista carioca, Mila teve uma educação severa dada pela falecida mãe; todo esse recanto da menina dificulta o tratamento que apesar disso, é eficaz e a salva da morte.
Após dois anos de especialização na Europa, Augusto volta e reencontra Emília "moça feita”, uma flor emergente em beleza e formosura. Então se dá a "luta" da narrativa.
Augusto se declara, Emília fica dividida e confusa frente a esse amor e diz não o amar.
Ambos ficam assim presos em jogos de amor, amizade e desprezo que são por vezes infantis e outras, humilhantes.
Por fim, Augusto, num acesso de fúria, renega seu amor, Emília percebe seu erro e se declara. Augusto então descobre que ainda a ama,e os dois vivem felizes para sempre.

Fui me apaixonando logo de inicio, primeiramente por ser um texto fácil de prosseguir e segundo porque amo romance onde existe um que de "o amor proibido”, onde se luta para esse amor ser aceito pela sociedade e principalmente pela família.
Fiquei fascinada com as falas, o autor consegue passar toda a emoção para o leitor.
Uma leitura que apaixona e revolta ao mesmo tempo.
Nota: 8,0