31/10/2010

Se houver amanhã - Sidney Sheldon



Livro:Se houver amanhã
Escrito por Sidney Sheldon
Ano de origem: 1985
Li com vontade 402 páginas
Editado pela editora Best Bolso


Conta à história de Tracy Whitney,uma jovem mulher que se vê em um conto de fadas, onde tem certeza de um final feliz.Tendo seus sonhos encaminhados,quando se depara com o suicídio de sua mãe,ao saber do motivo,jura para si mesma que os responsáveis iriam pagar pelo ato desesperador em que sua mãe cometeu.
Tenta fazer um jogo limpo,mas não tendo idéia dá onde estaria se metendo, se vê em uma situação delicada,ate quem Tracy poderia confiar,apunha-la pelas costas.
E conduzida a 15 anos de prisão por um crime que não cometeu,e por confiar em seu advogado,se diz culpada.
Passa pelo inferno na prisão e toma coragem,quando aborta seu tão esperado filho.
Pensa em vingar todos aqueles que fizeram mal a sua falecida mãe,aqueles que ela confiou antes de ser presa e ao pai e seu filho,que duvidou de sua inocência.
O diretor do presídio tem simpatia por Tracy,convidando-a ir trabalhar em sua casa,cuidando de Amy,por um ato de coragem Tracy salva Amy,com esse ato ganha a confiança e sai da prisão.
Com sua determinação,vai se vingando de cada um.
Comprida a promessa se vê livre para recomeçar,então se depara com o preconceito da sociedade,tendo dificuldade de manter em um emprego.
Então lhe surge à oportunidade de ganha dinheiro fácil,não tendo saída aceita o desafio.
No inicio é para sobrevivência,depois vira uma arte.
Seus atos e cheio de estratégia,inteligência e suspense.
Vê-se furiosa,quando sente que não está só.Aparece Jeff um trambique iro que tira vantagem de seus atos de furto.
Surgindo um relacionamento de amor é ódio.
Onde o crime e a paixão nunca acaba.

E o primeiro livro de Sidney Sheldon que leio,já nas primeiras páginas o livro da uma ansiedade de continuar e não parar.
O livro é cheio de suspense,onde cada página virada,chega a dar aquela sensação de "E AGORA".
O final do livro dá aquele gostinho de quero mais.
Nota: 10,0