03/07/2011

É um menino e se chama Felipe.



Quando estava gestante, meu sexto sentido, dava-me à certeza que o meu bebê seria um menino.
Não podia ver uma vitrine de roupas para bebê, que ficava imaginando o meu pequeno vestido dentro daqueles lindos macacões, pagãozinho e outras coisinhas.
Era azul turquesa, bebê, piscina, esverdeado, pálido... era uma imensidão de azuis.
Eu não ficava por fora, qualquer pessoa que tivesse a curiosidade de saber o sexo do bebê, olhava para meus acessórios é descobria que seria um lindo príncipe.
Até hoje quando entro em uma loja infantil a cor azul é a que me chama atenção.
Independente da cor, depois do nascimento do meu bebê minha vida se tornou tranquila como o azul do céu e do mar.